Light+Building 2010 convenceu empresas portuguesas

27 04 2010

A Light+Building 2010, feira de iluminação que decorreu em Frankfurt de 11 a 16 de Abril, contou com a presença de treze empresas portuguesas, oito das quais integraram a participação colectiva organizada pela AIPI – Associação dos Industriais Portugueses de Iluminação.

Para Filipe Van Zeller Sousa, export manager da Exporlux, a Light+Building continuou a ser um «evento essencial para quem está no ramo da iluminação» e «uma feira de tendências, de design» onde se podem «reunir contactos cruciais para desenvolver negócios no exterior». O responsável referiu ainda que a Light+Building permite «delinear as estratégias da Exporlux» para «tornar a empresa mais competitiva». Em 2012 a empresa vai voltar a marcar presença.

A Gmex Light também esteve presente na Light+Building 2010. Gonçalo Mexia Alves, sócio gerente, confirmou que a participação da empresa foi «positiva» e apontou o facto de a feira ter sido visitada por «muitos visitantes profissionais».

De forma individual e pela quarta vez consecutiva esteve a Indelague, empresa de artigos de iluminação e produtos eléctricos. Segundo Francisco Simões, export manager, a Ligh+Building destacou-se pelo profissionalismo dos visitantes: «Não perdiam muito tempo, sabiam o que queriam e tinham o tempo muito organizado», explicou. O mesmo responsável considerou que este foi o melhor ano de sempre da feira alemã.

Também de forma independente, a Efapel destacou Nestor Turró, director de exportação, para dar a cara pela empresa de Coimbra: «Esta edição foi de longe a melhor de todas em que a Efapel já participou, tendo em conta as últimas cinco edições», assegurou. Segundo o responsável, a presença da Efapel na feira «recebeu muitos e bons comentários», sendo que a empresa foi reconhecida por estar na «primeira linha internacional».

Nestor Turró garantiu ainda que o stand da Efapel recebeu «mais de trezentas visitas de pessoas de 72 países», o que permitiu «conhecer diferentes realidades» e assim avaliar as «possibilidades de abordar alguns desses mercados».

A Luzibérica participou na Light+Building através da AIPI e teve um «feedback positivo». Segundo Ricardo São Pedro, responsável de marketing e mercados, esta edição da feira correu melhor: «Apresentámos novidades que utilizam materiais novos e uma abordagem diferente em relação ao tipo de emoções que a luz permite criar». O responsável explicou ainda que a Luzibérica aproveitou a participação para apresentar novas soluções «em particular para projecto», com recurso a «novas matérias-primas» que se destacam pela «vertente exótica, pela eficiência energética e pelos novos conceitos de iluminação de qualidade».

Advertisements

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: