Eaton prevê crescimento do mercado de veículos híbridos

30 03 2010

Camiões e autocarros para transporte colectivo de passageiros são actualmente das maiores fontes de emissões mundiais de dióxido de carbono.

Como resultado, um grande número de cidades a nível mundial está já a planear converter as suas frotas de transportes públicos em veículos híbridos. Estes veículos combinam o motor a diesel com um motor eléctrico e, adicionalmente, recuperam parte da sua energia de travagem, armazenada em baterias de iões de lítio.

«O mercado dos autocarros híbridos está a crescer rapidamente», acredita Craig Arnold, vice-presidente do sector industrial da Eaton, empresa que fornece discos híbridos (hybrid drives) para veículos comerciais.

«O exemplo mais importante é Londres. Mas também na China e na Índia, um grande número de cidades está a considerar a compra de autocarros híbridos. Na Alemanha, também, as negociações estão em curso», confirmou o mesmo responsável. Neste país, o teste decorre em Hamburgo, onde circulam actualmente dez autocarros híbridos da Daimler.

Em Dresden, outra cidade alemã, os modelos do fabricante polaco Solaris (para os quais a Eaton fornece o sistema de disco), estiveram em teste desde 2007. «Podemos beneficiar com esta transição, pois somos das maiores empresas a fornecer os sistemas de accionamento híbrido para estes veículos», assegura Craig Arnold.

O maior projecto do género está a ser executado em Londres, onde a empresa de transportes da cidade, lançou um concurso com o objectivo de transformar toda a sua frota de transportes públicos em veículos híbrido já a partir do início de 2012.

A fase piloto está em andamento e o número de autocarros híbridos em teste deverá aumentar cinco vezes (passando a trezentos) durante 2011. Cerca de nove mil autocarros devem ser substituídos, sendo que a cidade prevê adquirir 1500 novos veículos para os Jogos Olímpicos em 2012. Os autocarros híbridos utilizados em Londres, até à data são fabricados por Alexander Dennis Limited, Optare, Volvo e pelo The Wright Group.

Na Europa, a Eaton fornece o sistema de disco para o modelo híbrido Urbino do fabricante polaco Solaris, e desde 2008 que a empresa têm também vindo a trabalhar com a Daimler, a DAF e com a Iveco de Turim, do grupo de veículos comerciais da FIAT. «Acreditamos que os veículos híbridos comerciais na Europa têm um grande potencial no mercado de massas», referiu Arnold Craig.

No entanto, para que o mercado de veículos híbridos comerciais «possa crescer», os «incentivos estatais para a compra bem como um bónus para o abate, são absolutamente necessários», avisou o responsável da Eaton.

O Ministério Federal do Ambiente alemão disponibilizou, no seu segundo pacote de estímulos económicos do Plano de Desenvolvimento Nacional, vinte milhões de euros para a compra de autocarros híbridos na Alemanha. O governo britânico está a subsidiar a transição para autocarros híbridos até 2011, com um financiamento de trinta milhões de libras.

De acordo com dados fornecidos pela própria empresa, as suas vendas e tecnologia eléctrica para camiões, carros e aviões chega aos doze mil milhões de dólares.


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: