Cascais Energia toma as rédeas do Pacto dos Autarcas em Portugal

22 02 2010

Carlos Carreiras é vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais e responsável pela Agência.

A Cascais Energia vai coordenar, a partir de Maio, a extensão e aplicação do Pacto dos Autarcas em Portugal, uma iniciativa europeia destinada a reduzir a emissão de gases com efeito estufa.

«A actividade da agência de Cascais neste âmbito integra-se no projecto ENESCOM, Rede Europeia de Centros de Informação para a Promoção da Energia Sustentável e Redução do CO2 nas Comunidades Locais, do IEE (Inteligent Energy Europe)», esclarece a Agência em comunicado.

O Pacto dos Autarcas é uma iniciativa lançada pela Comissão Europeia (CE) no quadro do Plano Europeu de Acção para a Eficiência Energética, que prevê reduzir a emissão dos gases com efeito de estufa em mais de 20% até 2020. Até à data, é considerada a medida mais ambiciosa de sempre a envolver a participação dos cidadãos no combate ao aquecimento global do planeta.

Actualmente, o Pacto dos Autarcas já conta com mais de 1200 municípios aderentes, dos quais quinze são portugueses – Águeda, Almada, Aveiro, Cascais, através da Cascais Energia, Ferreira do Alentejo, Guarda, Lisboa, Moura, Oeiras, Ovar, Palmela, Ponta Delgada, Porto, Santo Amador e Vila Nova de Gaia. No âmbito do ENESCOM, já manifestaram interesse em aderir outros seis concelhos – Alcochete, Barreiro, Loures, Montijo, Setúbal e Santa Maria da Feira.

O ENESCOM é um projecto abrangente que visa desenvolver a capacidade instalada de energia sustentável nas comunidades locais e promover a eficiência energética e o uso das energias renováveis nestas comunidades, através da criação de centros de informação e do lançamento de acções de divulgação, contribuindo para a adesão de mais municípios ao Pacto dos Autarcas.

Concebido para ser implementado em 30 meses (entre Maio de 2010 e Outubro de 2012), o ENESCOM envolve directamente 14 entidades (professores, formadores, associações empresariais, agências de energia, incluindo a Cascais Energia, e de desenvolvimento regional, organizações não governamentais, voluntários) e destina-se à administração pública, agentes políticos, técnicos e planeadores urbanísticos, empresários, operadores de transporte e sociedade civil em geral.

O projecto tem financiamento da União Europeia (UE) e será implementado por fases (gestão/coordenação, análise, informação/educação/formação, Planos de Acção de Energia Sustentável, monitorização/avaliação e comunicação/disseminação).


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: