DSTelecom investe 108 milhões em instalações de fibra óptica

7 02 2010

A DSTelecom (Grupo DST) ganhou os concursos para as Redes de Nova Geração (RNG) das zonas rurais do Norte e Sul do país e vai investir 108 milhões de euros na implementação de cerca de oito mil quilómetros de fibra óptica.

Com este investimento, o Grupo DST, que também opera no mercado das telecomunicações, vai potenciar a criação de «3300 empregos directos e cobrir com esta tecnologia mais de 50 por cento» da população destas regiões. A empresa vai ter como parceiro para retalho a Optimus.

«Enquanto a DSTelecom se propunha manter o seu papel de operador de operadores, com a sua actividade concentrada na construção, operação e manutenção de RNG, a Optimus ficaria responsável por assegurar todos os aspectos relacionados com a prestação de serviços aos seus clientes», esclarece a empresa.

Os concorrentes da DST neste concurso foram a Paínhas (no Norte) e a Viatel (Sul). No primeiro, a DST venceu com 73,01 pontos contra 70,01 e no segundo a pontuação foi de 65,69 contra 62,19 pontos.

Para a empresa este, a possibilidade de instalar fibra óptica é «um contributo significativo» para a dinamização do acesso à banda larga em locais do País: «Hoje é um dia especial para Portugal e para os portugueses das zonas periféricas, pois o governo decidiu dar passos larguíssimos e de vanguarda na democratização do acesso à comunicação de ponta, vencendo quaisquer assimetrias», refere José Teixeira, CEO do Grupo DST.

Neste momento, a DSTelecom encontra-se a ultimar os projectos de implementação dos cerca de oito mil quilómetros de RNG, que deverão começar a ser construídos dentro de poucos meses e estarão concluídos no prazo máximo de dois anos. Dos 108 milhões de investimento, 68 serão aplicados no Norte e 40 no Sul.

O presidente da DST alerta ainda para a necessidade de haver uma concentação de infraestruturas neste mercado: «No nosso entender, não faz sentido todos os operadores construírem uma infra-estrutura física onde corram apenas os seus serviços, pois o elevado custo de construção seria transposto para a sua oferta, penalizando o consumidor final».

Com a assinatura deste protocolo, a DSTelecom passou a integrar o lote de operadores Portugal Telecom, Zon, Sonaecom e Oni Communications que vão implementar as RNG em Portugal.


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: